Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Abrantes

Residência Artística em Abrantes.
Hoje é feriado. Andam as ruas vazias e os Colégios também. Uns mais vazios do que outros.
Quantos Abrantinos não se terão formado para o mundo neste Colégio de Na Srª de Fátima

Confeitaria Nacional

Estava cheia de gente, acreditem e fui esperando pacientemente que se desviassem. Com gente fica para a próxima....


GO SKETCH ÓBIDOS

E as bolsas GO SKETCH para Óbidos vão para...........

segunda-feira, 24 de abril de 2017

CASTRO VERDE

Quanto mais desenho, menos "desenho".

Abrantes





Que bela manhã passada no Castelo com o Francisco Lopes a dar-nos muitas informações e a situar-nos na geografia que se vê do alto da Torre de Menagem - Alentejo e Beiras. Teria ficado por ali todo o dia e ainda ficariam desenhos por fazer.

 

Vitrais de Almada Negreiros em Campo de Ourique


Mais ALI

Castelo Novo_Castelo Branco








Encontro de Caderno de Viagens de Abrantes 2017





Abrantes

No sábado passado, no 3ºEncontro de Cadernos de Viagem de Abrantes, do qual tenho o prazer de fazer parte da organização, tive a sensação que já tinha desenhado todos os espaços, ruas, praças, colinas, casas de Abrantes. Mas afinal tal não era verdade.



Cistrum romana


Há muitos anos que conheço o trabalho fantástico da Benedetta Dossi. O ano passado tive o privilégio de desenhar com ela e com o Zé Louro neste projecto da bienal de Veneza, mas este ano, tive ainda mais sorte e pude ter uma aula com ela em Roma. 

É esta a beleza do programa 10x10 que está a acontecer no mundo inteiro. Nesta sessão, a Benedetta contou-nos uma história sobre a importância do desenho mostrar muito bem como funcionam os objectos. Depois, num dia de entrada gratuita no Museu dos Instrumentos Musicais, pediu-nos para escolhermos um e focarmos apenas numa parte, mostrando como ela funciona e deixando o resto mais inacabado. 

O programa 10x10 de Lisboa vai começar com uma aula minha só sobre objectos. Será uma sessão à volta de objectos pessoais, as suas histórias e como elas podem ser muito mais do que imaginamos. 
Depois, as seguintes sessões serão arrebatadoras, com os grandes Nélson Paciência, Pedro Loureiro, José Louro e Guida Casella. Foi um privilégio ter preparado estas sessões sobre como fazer reportagem em diário gráfico com eles.

O programa promete. Ainda bem que só vou orientar uma sessão. Assim posso participar nas deles! :)

Quartier Latin


Na margem esquerda do rio Sena, em torno da Universidade Sorbone o Quartier Latin é conhecido pelo seu ambiente animado e muitos «bistrôs» e por ter reunido muitos artistas e escritores. Ficámos instalados na zona, com a vantagem de estarmos perto do Louvre, do Pompidou, etc. Na Páscoa a afluência de turistas é manifestamante grande e mesmo em véspera de eleições a segurança não nos faltou.

(Caneta caligráfica, carimbo e marcador)                                                                                                                                          |«in situ»|

Porta 93 - Viana do Castelo

Desenhado antes de começar a chegar gente

desenhar Campo de Ourique 2017

Vitrais de Almada Negreiros na Igreja Santo Condestável

Patricia Caldeira

Castelo Novo


Castro Verde

Ainda o Encontro conjunto Évora Sketchers - Urban Sketchers Beja a convite da Câmara Municipal de Castro Verde.
 Igreja de Nossa Senhora dos Remédios
 Rua Dom Afonso Henriques
Moinho de Vento do Largo da Feira

Lojas Tradicionais de Lisboa - A Mariazinha

Finalmente consegui ter tempo para desenhar algumas lojas. Como aprendi a fazer cadernos, criei um só para este desafio.
Comecei pela loja de chás e cafés 'A Mariazinha' na zona de Alvalade. Acabei por trazer umas nozes para partir, absolutamente deliciosas. Prometi lá voltar para mostrar os desenhos (e ir certamente comprar mais nozes :-)))







Assis I

Foi uma tarde a experimentar o grafite, material que nunca tinha usado antes!
Para chegar a este resultado final, sem que me apercebesse disso, gastei 7 duplas páginas!
Confesso que não fiquei enamorada por ele! Talvez daqui a algum tempo mude de ideias!
Vejam aqui o processo que me levou ao resultado que mais me deixou satisfeita!


domingo, 23 de abril de 2017

Serra de Montejunto

 
 
23 de abril
Hoje de manhã saímos para uma caminhada com amigos pela Serra de Montejunto.
Há muitos anos que não ia lá e já tinha perdido a noção da real beleza do Lugar.
Deixámos o carro no quartel, metemo-nos ao caminho, rumo às ruínas do Convento Dominicano de Nossa Senhora das Neves. Sempre a subir, com uma vista de cortar a respiração. Seguimos e descemos contornando a serra, com vista para as Cabanas de Torres. 
Voltámos ao Quartel. O piquenique foi no parque junto ao Centro Interpretativo, depois de uma visita à Real Fábrica do Gelo.
Farnel, conversa, desenho.... a sesta ficou para depois
 

Brevemente será agendado um encontro de desenho na serra. Já estamos a trabalhar nisso :-)

De regresso à esplanada da mata

Já tinha saudades das maravilhosas tostas XXL!


Grutas de Mira D'Aire

 
    Ali mesmo, com as sobrinhas à espera, um registo da nossa viagem ao interior da terra...
    Esta tarde.