Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Lanche ao fim da tarde

Uma torrada, um chá e um desenho... Uma boa forma de começar o fim de semana! Que seja bom para todos e muito desenhado!


Casa Roque Gameiro- azulejos


Durante o encontro com o grupo dos FS2 na Casa Roque Gameiro, fiz o esboço do padrão dos azulejos que existem na sala de jantar, completando e pintando o desenho em casa. , 

CHPL Alfama Rua de S. Paulo



sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Espessura do Tempo

"Cultura Vibra", uma organização da CM Castelo Branco (obrigado Carlos Matos).
Curta paragem em Monforte da Beira, para desenhar a Torre do Relógio e a Torre da Igreja.

Espessura do Tempo_parte IV

Já se aproximava da hora de almoço, mas ainda assim decidimos parar para conhecer mais uma aldeia - Sarzedas. Assim que parámos, o Carlos foi logo reconhecido. Rapidamente fomos convidados por um café oferecido por sum senhor muito simpático. Enquanto que esperava à porta do café, saiu um desenho, rápido, mas o suficiente para registar o momento.


Ainda houve tempo para mais dois registos, em jeito de andamento. As cores foram dadas mais tarde.


Esticámos a corda e fizemos uma nova paragem - Escalos de Cima
O desenho à esquerda é de uma casa construída no início do séc. XX, propriedade de um emigrante brasileiro, que voltou do Brasil cheio de dinheiro. Esteve abandonada até há uns anos atrás quando foi adquirida por um "novo milionário".

O Desenho à direita foi a caminhar em direção à igreja.


Andava frustrado por não conseguir desenhar o castelo. No último almoço tinha de conseguir lugar com vista para o castelo. Foi só uma nesgazinha, mas deu para o gasto.

Foram dois dias extraordinários. Fico com uma enorme dívida de gratidão à organização, mas sobretudo ao Carlos Matos. Até breve Castelo Branco




Praça de Milano Centrale

07.06.17 Milão, Itália
https://www.ceudebaunilha.com

Grão a grão...

Oiço muitas vezes "Não tenho tempo" como desculpa para não se desenhar. Para mim ter mais ou menos tempo implica a escolha da temática do desenho mas, o "não desenhar",  não é encarado como opção. Se tenho duas horas sou capaz de me aventurar a desenhar o Convento de Mafra. Se tenho poucos minutos desenho pessoas. As pessoas mexem-se. Não vale a pena estar com grandes rodeios. Se captaste captaste. Se não passas para o próximo. Esta serie de desenhos foi feita no mesmo café em vários dias, logo pela manhã, antes de ir trabalhar, enquanto bebia o meu café. Nalguns dias preenchi uma dupla página. Noutros, que estava sem tempo, desenhei um pessoa (1 minuto). Assim há paginas que têm várias pessoas desenhadas em dias diferentes. Estes minutos são para mim sagrados porque me sinto mais confiante para começar o dia de trabalho.

Jardim das Necessidades


USkP e USk no Diário de Notícias


O Diário de Notícias a noticiar os Urban Sketchers
nos últimos 2 meses!










Para lerem todas as notícias disponíveis
sobre os Urban Sketchers em Portugal,
cliquem na tag "USkP nos Media".


Socorro!!!

Finalmente, ao fim do terceiro ano, desenhei o que vejo todos os dias, frente ao meu local de trabalho. Igreja de Nossa Senhora do Socorro do extinto Convento de São Paulo, em Portel.

Jardim do Campo Grande


Do Barreiro a Lisboa pelo Tejo ( parte II )


'' ... e dias depois sentimos um maior conforto a bordo do Fernando Namora, deixando de lado o velhinho S. Jorge. 
Olhávamos em volta e os bancos eram mais novos e confortáveis, o frio não se fazia sentir da mesma forma,  o sentimento de segurança era maior, mas quando se olhava na janela, a vista não era a mesma, e as boas memórias do antigamente deixámos de alcançar.''



quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Caderno novo

Ganhei coragem e fiz um upgrade dos blocos de bolso e cadernos A5 e passei para um A4. Adeus discrição. Por outro lado, a sensação de liberdade que a linha ganha é completamente diferente.







10 x 10 2018


"O programa USk internacional de workshops 10x10 voltou em 2018 e Lisboa não podia ficar de fora. Ao longo de todo o ano, assumindo toda a intempérie, ambientes indoor e outdoor, em locais desconhecidos ou completamente famosos, Lisboa propõe-se realizar 36 sessões de diário gráfico com 17 formadores diferentes (mas serão ainda mais) de março a dezembro. Confiram o programa completo, títulos de cada sessão e condições de inscrição aqui.

Os sócios USkP terão um preço especial. É de aproveitar! E tal como no ano passado, os valores da inscrição apoiarão também os USk e os USkP.

Mail para inscrições/informações: education@urbansketchers.org

Atenção: a primeira sessão é no dia 7 de março, às 18.30h, na sala de espera do aeroporto de Lisboa. Estarão presentes os formadores e é aberta (grátis) a todos os que quiserem vir desenhar, conhecer o programa mais a fundo e/ou conhecer os formadores. O tema da sessão, como consta no programa do curso, é "How to start using a sketchbook? The first page! Do not fear start sketching!"

Apareçam!"

À espera


Do Barreiro a Lisboa pelo Tejo ( parte I )

''... e no Tejo andava o S.Jorge, barco velhinho que se arrasta pelo leito do rio sem que ninguém perguntasse as suas dores e as histórias que o acompanharam ao longo dos longos anos de sua existência.
Para nós era estranho, frio, com assentos que acentuavam dores e desconforto, mas em breves instantes ao olhar as suas imponentes janelas, relembramos tempos antigos e o efeito de nostalgia devolve-nos por breves instantes o desconforto sentido.''




Quinta das Conchas



A Serra

Mais um dia de sol magnífico. Foi um daqueles dias - raros - em que a Serra de Água de Pau entra rompante pela cidade sem pedir licença e a Ponta Delgada marítima deixa de o ser em exclusividade.

(Caneta caligráfica, marcador, aguarela e lápis de cor)                                                                                            «in situ»

Galegas 7

Em Lisboa no Cais do Sodré permanece um dos últimos redutos
Lápis : Marcador : Aguarela : Tinta da China

Via Dolorosa em Jerusalém

Lançamento do livro com ilustrações do Mário Linhares